Universidade Estadual abre o Museu de Arte Popular da Paraíba para visitação pública

26 jun 2014

mus6Com acervo que contempla as áreas da música, literatura, do artesanato e da xilogravura, o Museu de Arte Popular da Paraíba (MAPP), pertencente à Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), foi aberto para visitação pública na noite desta terça-feira (10), em solenidade presidida pelo reitor Rangel Junior e que contou com a presença de diversas autoridades políticas, personalidades da cultura e do universo acadêmico.

Inicialmente, todos os presentes respeitaram um minuto de silêncio em homenagem ao poeta Manoel Monteiro, falecido recentemente. O cordelista também foi homenageado com a leitura de um poema, feita por Rafael Melo, sobre a sua história e seu legado, bem como nas falas das personalidades que discursaram no evento. Uma oficina de xilogravura foi montada de forma permanente no MAPP, recebendo o nome do artista.

mus2O reitor Rangel Junior destacou que apesar da alegria em poder estar entregando ao povo paraibano uma obra de tão grande importância como o MAPP, o momento também era de grande tristeza pela lacuna que Manoel Monteiro deixou com sua partida. Ele destacou que “mesmo indo embora, o poeta ficará para sempre entre nós, na história da poesia popular brasileira, nordestina, paraibana, campinense, eternizado em suas obras e na oficina criada no Museu de Arte Popular da Paraíba que, com a grandiosa representatividade de ser uma obra de Oscar Niemeyer, abriga um espaço dedicado à grandiosidade artística e poética de Manoel Monteiro”.

Sobre a abertura do MAPP em si, o reitor enfatizou que o museu permite a sociedade desfrutar da beleza do trabalho de inúmeros artistas regionais e, por isso, é a expressão viva da capacidade do povo da Paraíba e seus artistas. Rangel Junior fez questão de agradecer publicamente a todos os que colaboraram para o museu se tornar uma realidade, desde a sua idealização – por parte da ex-reitora Marlene Alves, contando com o determinante apoio de Sílvia Almeida e Cássio Cunha Lima que, como coordenadora de museus e governador do Estado, respectivamente, à época, não mediram esforços no sentido de dotar Campina Grande de um equipamento de tamanha relevância cultural – até a abertura ao público, onde muitos estiveram envolvidos nos trabalhos com total amor e plena dedicação.

mus3O pró-reitor de Cultura da UEPB, Chico Pereira salientou que o MAPP abre as portas com a missão de mostrar à opinião pública o que é cultura popular e a sua importância para a memória de um povo, especialmente o paraibano, que está representado em todos os espaços do Museu de Arte Popular da Paraíba nas suas mais variadas manifestações artísticas.

mus4Já o vice-governador da Paraíba, Rômulo Gouveia, ressaltou que o MAPP é grande pela maestria dos traços de Oscar Niemeyer, que assina o projeto arquitetônico do referido equipamento cultural, e pela riqueza cultural que contém em seu acervo, fatores que o colocam no hall dos grandes espaços nacionais da cultura. Ele anunciou que, compreendendo a importância do Museu de Arte Popular da Paraíba para Campina Grande e para o Estado, o Governo Estadual irá patrocinar a produção de um catálogo completo que apresente em grande nível o museu e sua riqueza para todo o país.

mus7O MAPP está aberto ao público de terça à sexta, das 9h às 21h, e nos finais de semana das 13h às 18h. Nas segundas-feiras o museu fica fechado para manutenção. A entrada é gratuita. O acervo permanecerá sendo ampliado e também terá caráter itinerante, podendo seguir para exposição em outros museus. O museu foi construído em uma área de 972 metros quadrados e representou um investimento de R$ 10,5 milhões. Foi a última obra assinada por Oscar Niemeyer e finalizada com ele em vida. A inauguração do MAPP aconteceu em 13 de dezembro de 2012. Nesse período a UEPB atuou na formatação e aquisição do acervo para abrir o espaço ao público. Em virtude das três estruturas circulares que compõem a sua arquitetura, ele passou a ser conhecimento popularmente mus8como “Museu dos Três Pandeiros”.

A abertura do Museu de Arte Popular da Paraíba também contou com várias apresentações culturais, com a participação do Grupo Acauã da Serra, que fez o público cair na dança com suas exibições de danças folclóricas. Baixinho do Pandeiro também presenteou o público com sua arte. O Ballet da UEPB apresentou alguns números e o Coral da Universidade interpretou várias canções da música popular nordestina, encantando os presentes.

Endereço

Rua Doutor Severino Cruz - Centro
Campina Grande - PB

Contato:

Telefone: (83) 3310-9738

Email: mapp@uepb.edu.br